quarta-feira, 6 de maio de 2009

Agentes do Conjunto Penal de Feira de Santana fazem curso no COE


Dezessete agentes penitenciários lotados no Conjunto Penal de Feira de Santana receberam na manhã desta terça-feira (05), na Coordenadoria de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil, treinamento para manuseio de armas de fogo. A iniciativa, que possibilitará o porte de armas dentro das unidades prisionais baianas, é fruto de uma parceria entre a Secretaria da Segurança Pública (SSP) e a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH). No total, 120 agentes de todo o estado participarão do curso e no final serão submetidos a um psicoteste.


Ministrado pelo policial e instrutor de tiro do COE, Álvaro Castro, o treinamento utilizou seis pistolas ponto 40. Os cartuchos usados foram desenvolvidos pelo próprio professor e são conhecidos como “cartuchos inertes”, pois não possuem pólvora, afastando assim a possibilidade de ocorrer acidente. “É preciso ter muito cuidado neste processo de aprendizado e é como andar de bicicleta. Você não esquece mais”, afirmou.


Para o agente Marcelo Jorge Gomes, o curso representa um grande avanço para a classe. “Trabalhamos em constante perigo. Os presos vivem nos ameaçando e à nossa família. Precisamos dispor de uma arma no nosso ofício”, desabafou. Assim como Gomes, o agente Arquimedes Benício afirma sofrer pressões no exercício da função. “Os presos sabem que são mais fortes e por isso fazem chantagens e ameaças aos nossos familiares. Nos sentimos desprotegidos”, declarou.


De acordo com a portaria 315 da Polícia Federal, de 7 de julho de 2006, é concedido aos agentes penitenciários dos estados o porte de arma de fogo, “ainda que fora do serviço, devendo sempre a arma ser conduzida com o respectivo Certificado de Registro de Arma de Fogo e com a carteira de identidade funcional”. Vale ressaltar que todos os agentes que participam do curso são concursados.


Posta por Jorge Magalhães

Um comentário:

BUSCAR A DEUS TODAS AS HORAS disse...

SOU AGENTE PENITENCIARIA LOTADA NO CONJUNTO PENAL DE FEIRA DE SANTANA E PELA PRIMEIRA VEZ EM 20 ANOS ME SENTI VALORIZADO COMO PROFISSIONAL.FIZ O CURSO COM O MESTRE ALVARO O QUAL FIQUEI EXTASIADA COM A PERFOMANCE,METODOLOGIA,DIDATICA E APLICAÇÃO NAS AULAS TANTO TEORICAS,PRATICAS E ESCRITA.PARABÉNS A SJCDH PELO INCENTIVO E AO COE NA PESSOA DO PROFESSOR ALVARO PELA RECEPTIVIDADE.