quarta-feira, 26 de novembro de 2014

PF desarticula quadrilha que fraudava benefício social; prejuízo é R$ 2,7 mi

Ação da PF
 A Polícia Federal desarticulou uma quadrilha especializada em fraudar benefícios da espécie "Pensão por Morte Previdenciária" nesta quarta-feira (26/11), na cidade de Maragogipe, no recôncavo baiano. Chamada de "Barbarossa", a operação contou com o apoio do Ministério da Previdência Social e Ministério Público Federal. Incialmente, o prejuízo gerado pela fraude é de R$ 2,7 milhões. A operação contou com a participação de 25 Policiais Federais e 07 servidores da Previdência social.

De acordo com a PF, o grupo, formado por uma servidora da Previdência Social de Maragogipe e parentes, atuava desde 2006. A fraude consistia na inserção de pessoas fictícias no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), em sua maioria trabalhadores rurais ou segurados especiais, com o objetivo de receber o benefício.
Eram utilizados CPF e identidade de pessoas já falecidas e a data do óbito era alterada e informada de forma retroativa em até 7 anos anteriores à Data da Entrada do Requerimento (DER). Depois disso, valores supostamente atrasados eram gerados para recebimento. No ato da habilitação dos benefícios, o próprio servidor e familiares eram cadastrados como Representantes Legais - Administradores Provisórios.
 
Cinco mandados de busca, quatro de conduções coercitivas e 1 de afastamento da função pública foram cumpridos. As contas bancárias dos envolvidos também foram bloqueadas. Os suspeitos serão indiciados pelos crimes de estelionato qualificado e associação criminosa, previstos nos arts. 171, ª 3º, e 288, ambos do Código Penal, com penas que podem chegar a nove anos de reclusão.
 
Informações do g1 

Foragido da Justiça que se vestia de mulher para enganar polícia é preso

Foragido preso
 Depois de mais de um mês foragido, o suspeito de tentativa de homicídio que se vestia de mulher para não ser reconhecido pela polícia foi preso, na manhã desta terça-feira (25/11), no município de Esplanada, a cerca de 200 km de Salvador.

Conforme a Polícia Civil (PC), por ter conhecimento de que estava sendo procurado, o homem se caracterizou de mulher por duas a três vezes, para transitar pela cidade. Ainda segundo a PC, o suspeito confessou em depoimento que se travestia, com o objetivo de não ser identificado.
 
"Ele estava sendo procurado pela polícia desde que a sua prisão preventiva foi decretada, em outubro deste ano, por homicídio tentado", informa a polícia.
 
Ainda de acordo com informações da polícia, o homem estava escondido em uma casa e, quando notou a presença da Polícia Militar (PM), tentou fugir pulando um muro, mas foi cercado e preso. No momento da prisão, ele não estava vestido de mulher e portava uma arma de fogo, que também foi apreendida. Por conta disso, o suspeito foi autuado também por porte ilegal de arma de fogo.
 
Segundo informa a polícia, além da tentativa de homicídio, o homem é apontado como autor de vários crimes ocorridos em Esplanada, a maioria deles cometidos na companhia de um outro suspeito, que está foragido.
 
Informações do g1 

Técnica em enfermagem é presa por jogar água quente em enteado de 9 anos

Carla Matias
 Policiais do Serviço de Investigação da Delegacia do Adolescente Infrator (DAÍ), sob o comando da delegada Klaudine Passos prenderam em flagrante, no inicio da tarde desta terça-feira (25/11), a Técnica em Enfermagem, Carla Matias Vieira, 24 anos. Ela é acusada de queimar as costas do enteado de 9 anos com água quente, na última quinta-feira (20/11), no interior da casa onde mora, no bairro Tomba em Feira de Santana.

Segundo informações da polícia, o SI da DAÍ recebeu denuncias anônimas de que uma madrasta teria queimado o enteado. Imediatamente a delegada Klaudine Passos reuniu com duas equipes e seguiu para o endereço da denuncia. Chegando lá ficou constato o fato. “Após constatarmos o episodio, e no local a criança afirmar que a madrasta teria queimado o mesmo. Entramos em contato com o Conselho Tutelar e mandamos que comparecesse na delegacia e acompanhasse de perto o depoimento do garoto”, contou Klaudine.
Na delegacia durante o depoimento e diante dos conselheiros, a criança confirmou que foi a madrasta quem o colocou de joelhos e jogou água quente. “Eu estava brincando, ela não me levou ao hospital. Está doendo. Ela passou a faca aqui na minha mão também”. Explicou o garoto.
 
Na delegacia, Carla Matias confessou o crime para delegada, alegando que, a motivação foi porque a mesma trabalha como diarista e quando chegou em casa na noite de quinta-feira, a residência estava toda suja e molhada e que a criança teria sumido com um perfume dela.
 
“Ela disse que a criança tinha ido a casa de uma vizinha e muito nervosa com situação acabou fervendo a água, mandou a criança ficar ajoelhada e em seguida jogou a água quente nela. A Carla enganou a todos dizendo que a criança havia se auto-lesionado e que a levou ao hospital, porém a mesma mentiu. Pois, ela vai responder pelo crime de tortura, cárcere privado, omissão de socorro e há também a situação de abandono intelectual, já que a criança foi retirada da escola pela madrasta”, frisou a delegada.
Klaudine Passos  titular da Delegacia do Adolescente Infrator (DAÍ)  
 
A madrasta da criança foi autuada em flagrante por tortura, cárcere privado, omissão de socorro e abandono intelectual, já que a criança foi retirada da escola. O pai do menino identificado como Welton Batista Santana, 28 anos vai responder por omissão de socorro porque, segundo a delegada, ele viu a situação, mas falou que não sabia de nada mesmo estando o garoto já exalando um certo odor e reclamando das dores.
 
Carla já foi encaminhada para o Conjunto Penal de Feira de Santana. Enquanto Welton vai responder em liberdade.
 

Quatro mortes violentas registradas nesta terça-feira em Feira de Santana

Local do crime
 Quatro mortes violentas foram registradas em Feira de Santana, nesta terça-feira (25/11). Uma das vítimas foi morta durante um assalto (latrocínio), o fato aconteceu, na Rua do Salvador, próximo a Escola Estadual Georgina Nascimento, no conjunto Feira VII.

De acordo com a polícia Lucas Magalhães Feitosa dos Santos, 19 anos, estava saindo do colégio com dois amigos, por volta das 21h, quando dois homens em uma motocicleta Fan preta anunciaram o assalto.
 
Duas vítimas entregaram o celular, e Lucas, segundo a polícia, jogou o celular dele e saiu correndo. Os assaltantes foram atrás e um deles atirou no tórax do estudante. Lucas foi socorrido para o Hospital Geral Clériston Andrade, mas não resistiu. Ele morava na Rua 4, no loteamento Terra do Bosque, no bairro Sítio Mathias.
Já Robério da Silva Santos, 22 anos, foi assassinado na tarde de terça, no distrito Jaguara, na zona rural de Feira de Santana. Ele foi morto a tiros na Rua Paralela, em um sítio. De acordo com a delegada Dorean dos Reis Soares, que efetuou o levantamento cadavérico, a vítima tentou fugir quando avistou os matadores, mas foi alcançado e morto no sítio. O corpo foi encontrado em um matagal. Robério residia na Rua Padre Carlos Olímpio, em Jaguara. De acordo com a delegada ele tinha envolvimento com brigas, assaltos e tráfico de drogas.
 
Outro crime foi registrado no bairro Asa Branca. A vitima foi Rodrigo Dias Souza, 22 anos, que foi morto a tiros, por volta das 15h. Segundo a polícia, os tiros foram disparados por dois homens que estavam em uma motocicleta. A vítima morava no residencial Asa Branca II.
 
E por volta das 20h também de terça-feira, Gildean Barbosa de Oliveira, 18 anos, foi assassinado a tiros na Rua Barra das Graças, no bairro Mangabeira. A vítima estava com a farda do Colégio Estadual Teotônio Vilela, localizada no conjunto João Paulo II.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

PM morre em hospital após ser alvejado a tiros em assalto a lotérica

Local do assalto
 Um Policial Militar morreu no Hospital Emec em Feira de Santana, após uma troca de tiros com dois assaltantes, que assaltaram uma Casa Lotérica, na Avenida Castro Alves, no centro de Santo Estevão, na manhã desta segunda-feira (24/11).

De acordo com clientes quem estavam no interior da instituição, dois homens anunciaram o assalto e quando o Policial Militar Ronaldo Pinho de Oliveira, conhecido como Cabo Pinho, lotado na 57ª Companhia Independente de Polícia Militar (57ª-CIPM) percebeu a ação houve a troca de tiros.
O policial foi socorrido para o hospital municipal local e em seguida transferido para o Hospital EMEC. A vítima foi atingida por dois. Policiais civis e militares fazem rondas na cidade na tentativa de prender os assaltantes que estavam a bordo de motocicletas.
 
Ronaldo Pinho era da turma de reservistas do 35º Batalhão de Infantaria (35º-BI), formada em Feira de Santana, em 1992. Entrou para Polícia Militar da Bahia no ano de 1992. Trabalhou por vários anos no município de Itatim até o ano de 2010. Foi promovido a cabo há 15 dias.

Moradores protestam na BA-001 por melhores condições na rodovia

Local do protesto
 Cerca de 60 moradores da Ilha de Itaparica protestaram em diversos trechos da BA-001 na manhã desta segunda-feira (24/11). De acordo com a Central de Polícia, os manifestantes interditaram a rodovia com queima de pneus e galhos por volta das 5h20.

O protesto aconteceu devido às péssimas condições da rodovia, principalmente nas imediações da praia de Tairu, localizada na região sudeste da ilha. A primeira manifestação foi encerrada por volta das 6h30.
 
Duas horas depois, o mesmo grupo de moradores seguiu com o protesto para o km 27 da rodovia, na entrada de Cacha Pregos.
Segundo a Central de Polícia, todas as manifestações foram encerradas por volta das 11h, mas o trânsito segue lento na região de Mar Grande, nas proximidades do Terminal de Bom Despacho. 
 
Mais protestos
Outra manifestação foi registrada na BA-522, em Candeias, na manhã desta segunda-feira (24). De acordo com a Central, motoristas de transporte alternativo da região fizeram piquetes e interditaram a passagem por volta das 10h. Os ônibus das empresas ATT e VSA, que atendem ao município de Candeias, tiveram de permanecer no acostamento durante o protesto, que foi encerrado por volta das 11h15. O motivo da manifestação não foi informado.
 
Informações do CORREIO 24 HORAS 

Mulher morre após carro colidir com caminhão-guincho na BR-324

Local do acidente
 Uma mulher morreu em um acidente na BR-324, próximo ao bairro de Valéria, na manhã desta segunda-feira (24). De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, a vítima era ocupante de um veículo de placa AVH-4968 e seguia em direção a Salvador.

O carro, que tinha outros dois ocupantes, passou por cima do canteiro lateral, entrou na contramão e colidiu com um caminhão-guncho, que seguia no sentido contrário. O acidente aconteceu por volta das 9h. A mulher, que não foi identificada, morreu na hora. As outras duas pessoas tiveram ferimentos leves e foram socorridas por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). 
 
Informações do CORREIO e foto: Reprodução/ TV Bahia