quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Jovem é assassinada no Residencial Aeroporto I



Local do crime
Mais uma pessoa foi assassinada no Residencial Aeroporto I. A vitima desta vez foi o jovem Marcio Araújo Silva, que era mais conhecido como, “Marcinho”, 19 anos. Ele foi assassinado com vários tiros, na manhã desta quinta-feira (29/09), na Avenida Sergio Carneiro, bairro Santo Antônio dos Prazeres, em Feira de Santana.

Segundo informações da polícia, Marcinho estava nas proximidades do Residencial Aeroporto I quando foi surpreendido por um homem ainda não identificado pela policia. 

Segundo informações de testemunhas, assassino estava em uma motocicleta Honda de mais dados ignorados. E ainda conforme as testemunhas o atirador parou ao lado do jovem sacou a arma e efetuou vários disparos matando Marcio no local e em seguida fugiu.

Policiais do Serviço de Investigação da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), juntamente com peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT), sob o comando do delegado Carlos Lins compareceram ao local do crime, onde realizaram o levantamento cadavérico e iniciaram as primeiras investigações.

De acordo com informações prestadas pelo delegado, familiares da vítima informaram aos investigadores que o jovem “tinha envolvimento com o mundo das drogas”.

OUTRAS VITIMAS –  No dia 03 de Julho, o comerciante Antônio Carlos de Jesus, que era conhecido mais como “Toinho do Terreno”, 46 anos foi assassinado com vários tiros de pistola, no interior do Conjunto Residencial Aeroporto I. Segundo informações da polícia, Toinho estava na companhia de sua esposa, a bordo do seu veiculo Polo e demais dados ignorados, quando dois criminosos, montados em uma motocicleta de dados ignorados, se aproximaram e o carona com arma em punho deflagrou 10 disparos a queima roupa.

No dia 20 de Julho deste ano, Raí Silva Conceição,19 anos, foi assassinado com vários tiros, no interior do Residencial Aeroporto I. Segundo informações da polícia, Raí estava no interior do residencial, quando um homem ainda desconhecido, se aproximou com arma em punho e deflagrou vários disparos acertando cabeça e tórax. A vitima não resistiu e morreu no local, enquanto, o assassino fugiu tomando rumo ignorado.

Motorista de van é assassinado durante discussão por dívida de mil reais



Local do crime
Um homicídio foi registrado por volta das 8h30 desta quinta-feira (29/09) na Rua Cupertino Lacerda, bairro Irmã Dulce, em Feira de Santana. Segundo informações, o crime ocorreu durante uma discussão por conta da cobrança de uma dívida no valor de mil reais.
A vítima não estava com os documentos, mas a família informou que trata-se de Benivan Oliveira Conceição, 29 anos, conhecido como ‘Bene’, motorista da van de placa JQU-8529, que roda para o bairro Aviário, fazendo transporte clandestino.

A polícia informou que a vítima foi até a casa de Alexandro Souza de Almeida cobrar uma dívida. Houve uma discussão e Alexandro teria disparado vários tiros contra Benivan, que morreu no local.

De acordo com o sargento Aragão, da 67ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), quando a polícia chegou ao local, a vítima já estava morta. “O cobrador da van informou que ‘Bene’ veio cobrar um valor do Alexandro, que trabalha como mototaxista, referente à venda de uma motocicleta. Houve a discussão e o crime”, informou.
As informações são do repórter Ed Santos do Acorda Cidade

Candidato a prefeito de Itumbiara (GO) é morto a tiros em carreata



Carreata
O ex-prefeito e candidato à prefeitura de Itumbiara (GO) José Gomes da Rocha (PTB), o Zé Gomes, foi morto a tiros durante carreata eleitoral nesta quarta-feira (28/09) na cidade, localizada a 204 quilômetros de Goiânia. O vice-governador de Goiás, José Eliton (PSDB), participava do ato e também foi baleado. O advogado da prefeitura de Itumbiara, Célio Rezende, também foi atingido.

O crime aconteceu por volta das 18h, quando o carro que levava o candidato e o governador em exercício passava pela Avenida Modesto de Carvalho, próximo ao bairro Novo Horizonte. O autor dos disparos e um policial militar morreram minutos depois do atentado em tiroteio.

Um vídeo enviado por um internauta ao WhatsApp do UOL (11 95520-5752) mostra o momento em que o servidor público Gilberto Ferreira do Amaral, 53, disparou contra a carreata. É possível ouvir os tiros na avenida repleta de motociclistas, que acompanhavam a carreata com bandeiras.
"Ele dirigia o carro na direção contrária à carreata. Ninguém percebeu o que ele iria fazer até que se ouviu os disparou", afirmou o internauta, que prefere não se identificar. "Deu para ouvir uma sequência muito grande de disparos. Depois, foi a vez de um dos seguranças da carreata reagir e aí teve mais tiros", acrescentou.

O servidor Gilberto Ferreira do Amaral no momento em que atirou contra a carreata
José Eliton levou dois tiros na região abdominal. O vice-governador passou por uma cirurgia e não corre risco de morte. Ele foi levado de helicóptero a Goiânia, e será internado no Hospital de Urgências Doutor Otávio Lage de Siqueira. Célio Rezende está sendo transferido para o mesmo hospital que atende o governador em exercício.
O atirador era auxiliar de serviços gerais da Secretaria Municipal de Saúde de Itumbiara. No crime, ele usou uma pistola 40 mm. O cabo da Polícia Militar que morreu no tiroteio, Vanilson Rodrigues, fazia a segurança do evento.

O delegado regional de Itumbiara, Ricardo Chueire, afirma que ainda não se sabe a motivação do crime. "Fizemos a perícia no local e no carro do atirador, mas ainda não há pistas do que pode ter motivado o crime."
Pelo menos outros cinco candidatos a prefeito ou vereador foram mortos durante a campanha das eleições 2016.

SMTT orienta fiscais para que não persigam suspeitos de fazer transporte clandestino



SMTT
A orientação da SMTT (Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito) aos fiscais que atuam no setor de trânsito é que não façam perseguição de veículos suspeitos de estar fazendo transporte ilegal de passageiros. Perseguir veículos nas ruas, diz o titular da pasta, Pedro Boaventura, expõe ao perigo de um acidente fiscais, quem está no veículo perseguido e os transeuntes.

Entretanto, diz o secretário, as pessoas devem diferenciar perseguição de fuga, que para ele são situação distintas. “É uma situação que deve-se usar a inteligência. Quando uma das nossas equipes chega ao local onde um veículo supostamente faz o transporte ilegal e o seu motorista sai em velocidade, isto é fuga, não perseguição”, explica.
 
Em Feira de Santana a fiscalização de combate e prevenção ao transporte ilegal de passageiros é feita diariamente por várias equipes da SMTT, da qual faz parte um agente de trânsito.

E as multas são pesadas para quem for flagrado nesta atividade e o veículo fica apreendido por vários dias – e, como punição, a cada apreensão aumenta o valor a ser pago bem como o período apreendido.

Ronda Maria da Penha dará mais sensação de segurança, diz coordenadora do CRMQ



Ronda Maria da Penha
Lançada em Feira de Santana na semana passada, a Ronda Maria da Penha garantirá uma sensação de segurança às mulheres vítimas de violência doméstica, e também diminuirá o sentimento de impunidade por parte dos agressores. Essa é a avaliação da coordenadora do Centro Municipal de Referência Maria Quitéria (CRMQ), Maria Luiza Coelho.

A Operação Ronda Maria da Penha tem por objetivo realizar uma fiscalização em cima de eventuais descumprimentos de medidas protetivas estipuladas às mulheres vítimas de agressão doméstica e, caso constatado, conduzir o agressor à delegacia de polícia e decretar a prisão preventiva do mesmo.

As medidas protetivas podem culminar em diversas punições para o agressor, como: afastamento do lar ou local de convivência com a vítima, a fixação de limite mínimo de distância em relação à vítima, suspensão da posse ou restrição do porte de armas, se for o caso. A lei também permite que, a depender da gravidade, o juiz possa aplicar outras medidas protetivas consideradas de urgência. Sempre que considerar necessário, o juiz pode requisitar, a qualquer momento, o auxílio da força policial para garantir a execução das medidas protetivas.
 
Maria Luiza Coelho afirma que as demandas relacionadas a esses descumprimentos chegavam ao Centro em grande número. “Eles descumpriam sem receio e não havia muita coisa que podíamos fazer, mas agora essas infrações serão monitoradas pela Ronda Maria da Penha e isso, além de gerar um aumento de segurança, irá garantir uma maior confiabilidade por parte das vítimas”, relata Maria Luiza. Ela denota que, nas regiões onde a Ronda já foi implantada, os índices de inadimplência quanto às medidas protetivas diminuíram consideravelmente.

Maria Luiza afirma que, das 998 medidas protetivas expedidas pela Justiça em Feira de Santana, nem todas são descumpridas. Então, a priori, deverá haver uma triagem para identificar os casos já registrados e separá-los por grau de periculosidade para a vítima e vulnerabilidade dela. Logo, inicialmente, esta indicação de visita a determinada residência deverá ser estipulada pela Vara de Violência Doméstica para a Ronda.

Outras guarnições, como a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e a Defensoria do Ministério Público, também podem agir nesse indicativo. “Esse fluxo também irá gradualmente ser trazido para o próprio Centro, por conta da proximidade já estabelecida com as mulheres da comunidade e por que as que não são atualmente assistidas pelo Centro, serão encaminhadas. A finalidade é que elas venham mesmo para que sejam acompanhadas com atendimento psicossocial e jurídico”, completa.
 
Ela relata a importância de trazer para o município uma iniciativa como a Ronda Maria da Penha. “Se destaca por apresentar um cunho pedagógico. Ela orienta todas as formas de combater a violências. Os infratores vão entender que a mulher não está sozinha. Além do aparato legal, elas terão o apoio da Ronda, que está comungando com o que a própria Lei estabelece”, finaliza.

Além do Centro Municipal de Referência Maria Quitéria, fazem parte da Rede de Atenção e Proteção à Mulher instituições de outras procedências como a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), o Movimento de Organização de Mulheres em Defesa da Cidadania - Momdec, Conselho de Igualdade Racial, Conselhos da Mulher, Tutelar, da Assistência Social e do Idoso, entre outras.

Homem é preso após praticar assassinato no Campo Limpo



Local do crime
Na manhã desta terça-feira (27/09), um homem foi preso após praticar um homicídio, na Travessa Antônio Carvalho, no bairro Campo Limpo, nas proximidades do conjunto George Américo, em Feira de Santana.  A vítima estava com uma moto Honda, de placa PJY -2412.
No momento os dois homens cometiam o assassinato, uma equipe da Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), com três policiais civis passava pelo local quando se deparou com os homens fortemente armados executando outro no meio da rua. Foi dada a voz de prisão e um dos marginais começou a atirar contra a viatura. Em seguida eles fugiram.

Na perseguição, os policiais civis conseguiram prender Iure Santos Pereira, que mora na Rua Espírito Santo, no Bairro Queimadinha. Ele, em companhia de outro homem conhecido como “Gordo”, disparou cerca de quinze tiros e matou Reidson Queiroz Santos, de 20 anos.
Em poder de Iure, os policiais apreenderam dois revólveres calibre 38, uma pistola 380 e quatro celulares. A vítima estava com uma moto Honda, de placa PJY -2412.

O capitão Capinan, da 65ª Companhia Independente de Polícia Militar (65ª Cipm), esteve com uma equipe no local e informou que a equipe da Polícia Civil estava na área do conjunto George Américo para entregar uma intimação rotineira e se deparou com a cena do homicídio. A PM foi ao local dar apoio aos policiais civis.
Ele explicou que Iure Pereira chegou a se esconder em uma residência, mas foi preso. O outro homem identificado como “Gordo” conseguiu fugir. Segundo informações da polícia, tanto a vítima quanto os criminosos têm envolvimento com tráfico e uso de drogas.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Empresária é presa por envolvimento em golpe de festas de formatura e casamentos



Salão Nobre Eventos
Uma empresária foi presa na tarde desta sexta-feira (16/09), em Feira de Santana, sob a suspeita de envolvimento em um golpe de festas de formatura e casamento realizadas na cidade.
Segundo a polícia, o irmão dela, Rubenildo Santos, que é dono da casa de eventos Salão Nobre, que fica situada na Avenida João Durval Carneiro, Bairro Caseb é acusado por clientes de ter recebido o pagamento antecipado de várias pessoas e desaparecer antes dos eventos. A polícia estima um prejuízo de cerca de R$ 100 mil para as vítimas somente com os eventos que estavam marcados para ocorrer no próximo sábado (17/09).

Cerca 40 pessoas estiveram na frente da casa de festas, que fica no bairro Caseb, em busca de informações, na tarde desta sexta. Em seguida, o grupo seguiu para a delegacia da cidade. As vítimas do golpe souberam que a irmã do dono da empresa estava na unidade policial, para onde teria ido negar envolvimento nos negócios de Rubenildo, e se aglomeraram em frente à delegacia.
Segundo a polícia, só neste fim de semana a empresa tem agendados 15 eventos, entre casamentos e formaturas. Algumas vítimas informaram em depoimento que depositaram o pagamento do serviço contratado na conta da irmã do proprietário da casa de festas. A mulher, então, acabou sendo presa em flagrante.

A administradora Josenilda Moreira conta que está desesperada com a situação. "A gente vê passando sempre na televisão, sempre informando, mas a gente nunca acha que vai acontecer com a gente", disse.
Ana Paula Assunção ia se casar no sábado (17). Eles contam que pagaram R$ 13 mil pela festa e agora não sabem o que fazer. "Fechamos a ornamentação da igreja, fechamos a ornamentação do espaço, com direito à boate, a parte toda de bebida, buffet. Pagamos tudo à vista", afirmou Ana.

A formanda em enfermagem Carla Milena Doliva também contratou, por R$ 4 mil, o serviço da casa de festas para o sábado. "Depois de estar com todo o nosso dinheiro em mãos, ele não deu satisfação nenhuma e sumiu", destacou.
            Rubenildo Santos, dono da casa de eventos Salão Nobre
O pai de outra formanda, o aposentado João Rodrigues, contou que, nesta sexta, Rubenildo passou na casa dele para trocar um cheque por dinheiro. "O cheque era para hoje, dia 15. Ele ligou para a minha menina dizendo que estava pegando os cheques de todo mundo porque o banco estava em greve e não podia sacar o dinheiro", afirmou.

A equipe de reportagem tentou contato com o responsável pela casa de festas, mas as ligações caíram na caixa postal. A delegada que investiga o caso, Ludmila Villas Boas, disse que Rubenildo poderá ser indiciado pelo crime de estelionato. "A polícia deverá representar pela [prisão] preventiva dele porque segundo informações do próprio advogado, ninguém sabe do paradeiro dele", disse.